RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

sábado, 2 de novembro de 2013

INSTITUTO DA REELEIÇÃO Por PRSANTOS

Partido dos Trabalhadores não admite o fim da reeleição. O PT vai brigar no grupo de trabalho da Câmara Federal que discute sugestões para a reforma política para manter o instituto da reeleição.
Existem várias Leis e Propostas de Emendas Constitucionais, as chamadas PECs e muitas delas recebem apelidos, tais como: Lei Maria da Penha (Agressões Contra a Mulher), Lei Carolina Dieckmann (Delitos ou Crimes Informáticos), Lei Afonso Arinos (Discriminação Racial), Lei da Palmada (Proibição de castigos Físicos) até a “Lei de Gerson” (princípio em que determinada pessoa age de forma a obter vantagem em tudo que faz).
Todavia, muita gente não sabe que a Emenda Constitucional Nº 16 de 04 de Junho de 1997 que institui a REELEIÇÃO é de autoria do Deputado Federal Mendonça Filho e que poderia muito bem, na época, ter recebio o apelido de Mendoncinha e pelo fato dela não ter apelido é que muita gente não sabe quem é o autor e não liga uma coisa com a outra, apesar da grande importância que essa Emenda tem. Tem um grupo de político hipócrita que é contra a continuidade da reeleição para o executivo, ou seja, Presidente, Governador e Prefeito com seus respectivos Vices. No entanto, sabemos que o político sério que quer fazer um bom governo, seja Federal, Estadual ou Municipal, quatro anos são muito poucos, uma vez que, por mais organizado que o governante anterior tenha sido, o próximo a assumir vai ter dor de cabeça para estabelecer o seu rumo para governar e se encontrar bagunçado, Ave Maria, só Deus sabe o quanto é difícil e o tempo que vai ser gasto para se ajustar ao seu plano de governo. Por isso que, na maioria das vezes, só para citar um exemplo, muitos prefeitos não conseguem cumprir com o seu plano de trabalho e muito menos com o que prometeu através de suas campanhas.
Mas, o grupo de trabalho da Câmara dos Deputados para a reforma política aprovou recentemente a proposta de mandato de cinco anos sem reeleição para vereadores, prefeitos, deputados estaduais e federais, governadores e presidente da República, a partir da eleição de 2018. Sei não, visse...

Nenhum comentário:

Postar um comentário