RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Clima esquentou na Câmara de Vereadores de Belo Jardim


O Clima esquentou entre os Vereadores Gilvandro Estrela (PV) e Nen Cabeludo (PCS) Na ultima reunião do dia (19/11) na Câmara de Vereadores de Belo Jardim, Confiram
O Vereador Gilvandro Estrela reiterou ao Presidente Nen Cabeludo e à Mesa Diretora pela última vez que o Projeto do Executivo de nº 023/2013 datado de 28/05/2013, a Emenda à Lei Orgânica datada de 12/06/2013, a Emenda ao Regimento Interno datada de 14/06/2013, e a reforma do Regimento Interno datada de 22/05/2013, sejam desengavetados e colocados em pauta, e disse que se isso não acontecer com a compreensão dos Líderes a partir da próxima sessão o PV – Partido Verde, entrará com obstrução, e vai usar os meios de comunicação, pois não é de praxe desta Casa, engavetar Projetos. Alegou na ocasião que os Projetos tem que vir à Pauta, tem que ser discutidos, bem debatidos, podendo ser apresentadas emendas, para que no final possa ser votado, aprovado ou não. Na ocasião entregou à Secretária um documento contendo uma relação dos Projetos que faltam entrar em pauta e, solicitou aos nobres Pares que mais uma vez aprovem sua solicitação verbal, para que esses Projetos entrem em pauta e posteriores votações, pois faltam apenas 05 semanas para o término do II Período Legislativo, daí os Projetos serão arquivados e terão que ser apresentados apenas no ano que vem.


O Presidente passou a condução dos trabalhos ao 1º Vice e se dirigiu ao Vereador Gilvandro Estrela dizendo: Com relação aos 03 Projetos que o Vereador Gilvandro Estrela disse que estão engavetados, um deles é o que trata da Lei do Nepotismo, que inclusive foi criado pelo próprio Vereador Gilvandro Estrela e que agora ele mesmo quer que coloquem em pauta, e os outros 02 que são as Emendas à Lei Orgânica e ao Regimento Interno são para antecipar a eleição da Câmara para que o Vereador Gilvandro Estrela seja o Presidente. Dirigiu-se a plateia e perguntou: Esses projetos são do interesse do povo de Belo Jardim? Apenas uma pessoa alegou que sim. Prosseguiu dizendo que o Poder Executivo entrou com um mandado de segurança e tanto o Presidente quanto o  Dr. Hugo, juiz desta Comarca, entenderam que as matérias não eram de caráter de urgência, e que não havia motivos para terem entrado com o mandato de segurança. Alegou que, é o Presidente desta Casa Legislativa até o dia 31 de dezembro de 2014, e que no momento certo iria colocar os Projetos em pauta. 


O Vereador Gilvandro Estrela usou mais uma vez a palavra dirigindo-se ao Presidente citando que o mesmo foi muito infeliz ao dizer que o citado Vereador tinha sido o autor do Projeto de Nepotismo e que agora iria votar contra, primeiro porque o Projeto não tinha entrado na pauta, segundo porque não estava em discussão e terceiro porque não foi votado. Falou que o mesmo cometeu um grande pecado ao acusá-lo perante a população, perante os blogueiros e perante os meios de comunicação, ao afirmar que ele Gilvandro Estrela iria votar a favor do Projeto para derrubá-lo. Declarou que o Projeto era de autoria do Poder Executivo em caráter de urgência. Alegou ainda, que seus Projetos não eram apenas de sua autoria, todos os seus Projetos e Emendas eram assinados por vários Vereadores e, que o Presidente o acusou de forma leviana, daquilo que ele não merece e não é autor. Disse ainda que muito mais imoral do que isso foi a eleição de Presidente desta Casa, e que sabe quem nesta Casa Legislativa recebe o mensalinho porém, na ocasião iria se calar, para dizer depois.  

Dando prosseguimento o Presidente falou que o nobre Vereador era responsável por suas palavras, e que o acusou de leviano na emissora de rádio e lembra bem quando passou a eleição e o Vereador Gilvandro Estrela foi às emissoras de rádio ouvida por 22 Cidades e denegriu não só a imagem do Presidente como também de toda a sua família, e do Vereador Josenildo Oliveira. Finalizaram as discussões quando o Vereador Gilvandro Estrela sugeriu que o Presidente o processasse e o Presidente rebateu da mesma forma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário