RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Após Ser Preso Pedro Corrêa tantará cumprir a pena em PE



 A Penitenciária Agroindustrial São José (Paisj), na Ilha de Itamaracá, poderá ser o novo endereço do ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP), em Pernambuco. O ex-parlamentar teve a prisão decretada, ontem, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Ele se entregou logo em seguida, em Brasília, onde estava desde o mês passado esperando a decisão. Pedro Corrêa foi um dos 25 réus condenados no escândalo do mensalão. Hoje mesmo a assessoria jurídica do ex-parlamentar vai entrar com pedido para que ele cumpra a pena no regime semiaberto, em Pernambuco.
Médico por formação, Pedro Corrêa vai tentar autorização para trabalhar durante o dia. Se o pedido de transferência para Pernambuco for atendido, Pedro Corrêa trocará os quase 200 metros do apartamento de cobertura na orla de Boa Viagem, no Recife, por uma cela de seis metros quadrados na Penitenciária Agroindustrial de Itamaracá.
Ele terá, ainda, que dividir o espaço com outros dois presos e será monitorado com o uso de tornozeleira eletrônica quando sair do presídio para trabalhar, segundo a Secretaria de Ressocialização. (Do Diário de Pernambuco - Suetoni Souto Maior e Andrea Cantarelli)

Mesmo preso, Costa Neto terá aposentadoria de16 mil

















 Mesmo preso, o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado no processo do mensalão e que renunciou ao mandato nesta quinta-feira, 5, tem direito a uma aposentadoria da Câmara de cerca de R$ 16,8 mil reais mensais. O Supremo Tribunal Federal determinou nesta quinta-feira prisão de Costa Neto, dos ex-deputados federais Bispo Rodrigues e Pedro Corrêa, e do ex-vice-presidente do Banco Rural Vinícius Samarane.
 
Ex-presidente do PL (hoje PR), Valdemar foi eleito pela primeira vez em 1991 e aposentou-se em 2005, permanecendo nessa condição até 2007, quando foi eleito após sua primeira renúncia.
Na ocasião, ele deixou de receber a benefício porque não é permitido acumulá-lo com o subsídio parlamentar. Mas com a nova renúncia, ele volta a ter direito ao benefício. De acordo com a Diretoria Geral da Câmara, Costa Neto contribuiu tanto com o extinto Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC) quanto pelo Plano de Seguridade Social do Congressista. Por ele ter participado do IPC, extinto em 1997, ele tem direito à aposentadoria proporcional.(da Agência Estado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário