RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Prefeito de Agrestina é Cassado pela 3ª Vez, e se Diz surpreso com a decisão do juiz



O prefeito de Agrestina, Thiago Nunes (PDT), se disse surpreso com a decisão do juiz Marupijara Ramos de cassar seu mandato pela terceira vez. O pedetista informou que ações semelhantes foram julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) e que foi absolvido em todas. Ele se disse tranquilo e não crê que sairá do cargo.
Para Thiago Nunes, a decisão do juiz da comarca de Agrestina é contra a lógica judiciária. “É meio sem nexo. A peça com os seis casos foi julgada pelo TRE-PE e fomos absolvidos. Não esperávamos que por serem as mesmas partes já envolvidas anteriormente tivéssemos este resultado, mas cada cabeça é um mundo. Vamos entrar com recurso e permanecemos no cargo”, afirmou.
Ao ser questionado sobre a possibilidade de uma perseguição de cunho pessoal por parte do juiz, Thiago Nunes disse não acreditar neste tipo de motivação. “É um juiz que não participou do pleito eleitoral e já veio com essas decisões contra nós. Ele não tem convicção de como é o clima da cidade. De qualquer estamos muito tranquilos”, falou.
 
confira a 1ª noticia - O juiz Marupijara Ramos, da comarca de Agrestina cassou, pela terceira vez, o diploma do prefeito Thiago Nunes (PDT) e do vice-prefeito Josué Mendes (PTB). Os gestores são acusados de ter cometido diversas irregularidades ao longo do último pleito municipal, entre elas, de utilizar-se da máquina pública para influenciar no resultado das eleições do ano passado.
Atualmente, Thiago Nunes enfrenta atualmente duas condenações em fase de recurso no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) por abuso do poder econômico. Caso a Justiça Eleitoral se posicione favoravelmente à cassação, Thiago e Josué podem perder seus mandatos e ser enquadrados na Lei da Ficha Limpa.
 

FONTE BLOG DO MAGNO MARTINS

Nenhum comentário:

Postar um comentário