RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

sábado, 7 de dezembro de 2013

Em São Bento do Una; Estudantes de Enfermagem não conseguem tirar Carteira no Conselho Regional de Enfermagem


Polo de ensino não tinha registro no conselho Estadual de Educação
Estudantes deram queixa do caso à polícia 
Alunos de um curso técnico de Enfermagem de São bento do Una, Agreste de Pernambuco descobriram que não poderiam tirar a carteira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren). O polo de instituição em que eles estudavam fechou e não tinham cadastro no Conselho Estadual de Educação.
Segundo estudantes caso só foi descoberto após tentativa para tirar a carteira. “Na primeira turma, alguns receberam [autorização do] Coren, outros não. No começo, umas foram na frente e receberam, mas, quando a quinta pessoa foi e disse que o polo era de São Bento do Una, tudo foi descoberto”, relata a estudante Magda Leite. Ainda segundo ela, “eles [os responsáveis pelo curso] falaram que era para ser dito que o polo era de Paulo Afonso, na Bahia”. Onde funcionaria a matriz da instituição.
A aluna Dayana Alves foi quem prestou queixa, a estudante espera que providencias sejam tomadas, “Além de ter perdido o dinheiro, a gente esperava terminar o curso para trabalhar na área que todos nós gostamos. A gente espera justiça”, diz. Já a direção do curso informou que está solucionando o problema por meio da assessoria jurídica.
Jornal do Agreste. 

Do G1 Caruaru
Antes de concluir os estudos, alunos de um curso técnico em Enfermagem descobriram que não poderiam tirar a carteira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren). O polo da instituição em que eles tiveram aulas – situado em São Bento do Una, no Agreste pernambucano – fechou e não tinha cadastro no Conselho Estadual de Educação. Eles procuraram a polícia e o caso foi mostrado no ABTV 2ª Edição desta sexta-feira (6).
Direção do curso informou que está solucionando o problema por meio da assessoria jurídica. (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca) 
Direção do curso informou que está solucionando
o problema por meio da assessoria jurídica.
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)
“Na primeira turma, alguns receberam [autorização do] Coren, outros não. No começo, umas foram na frente e receberam, mas, quando a quinta pessoa foi e disse que o polo era de São Bento do Una, tudo foi descoberto”, diz a estudante Magda Leite, referindo-se à falta de cadastro. Segundo ela, “eles [os responsáveis pelo curso] falaram que era para ser dito que o polo era de Paulo Afonso, na Bahia”. Neste município funcionaria a matriz da instituição.
Por conta dos prejuízos, a aluna Dayana Alves foi quem prestou queixa. “Além de ter perdido o dinheiro, a gente esperava terminar o curso para trabalhar na área que todos nós gostamos. A gente espera justiça”, diz.
À produção do ABTV 2ª Edição, uma ex-funcionária do curso disse que a escola foi fechada devido à inadimplência dos alunos. Em nota oficial, a direção informou que está solucionando o problema por meio da assessoria jurídica e que os alunos foram informados sobre a possibilidade de fechamento do curso.
A Secretaria Estadual de Educação orienta as pessoas a acessarem o site do Conselho Regional de Educação para verificar se as escolas técnicas nas quais desejam ingressar têm autorização para funcionar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário