RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

domingo, 1 de dezembro de 2013

Dilma cresce em nova pesquisa Datafolha. Eduardo Campos cai 4%

 
A presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Lula (PT) lideram a primeira pesquisa eleitoral divulgada logo após as prisões dos condenados no julgamento do Mensalão. Segundo levantamento do Datafolha divulgado neste sábado (30), Dilma avançou de 42% para 47% no cenário em que disputa com o senador Aécio Neves (PSDB) e com o governador Eduardo Campos (PSB); o mais provável para se repetir em 2014. Entre o dia 11 de outubro e os dias 28 e 29 de novembro, datas em que foram feitas as entrevistas do Datafolha, a intenção de votos do governador pernambucano recuou quatro pontos, de 15% para 11%. No mesmo período, o senador tucano caiu de 21% para 19%. Os índices de votos em branco ou nulo (16%) e daqueles que não sabem em quem votar (7%) permaneceram inalterados.
 
No levantamento divulgado neste sábado, o Datafolha ouviu 4.557 pessoas. A pesquisa apresenta margem de erro de 2%, para mais ou para menos. Nove cenários foram testados. Em cinco deles, a candidata do PT é a presidente Dilma. Nos outros quatro, ela é substituída pelo ex-presidente Lula.
Nos cenários em que o nome de Campos é substituido pelo da ex-senadora Marina Silva, a possibilidade de haver segundo turno é maior. Em ambos, porém, a ambientalista cai 3% ou 4%; exatamente a mesma quantidade de votos que Dilma tem de acrescimo. A tendência de queda também se verifica no PSDB; quer o candidato seja Aécio, quer seja o ex-governador de São Paulo, José Serra.
 
Quando Lula aparece como candidato do PT, a legenda vence no primeiro turno em qualquer cenário. Na disputa contra Aécio e Campos, Lula apresenta 56% de intenção de voto, contra 16% e 8% dos concorrentes. Quando Lula e Marina aparecem na disputa, o ex-presidente alcança 52% do eleitorado; a ex-senadora, 20% e Aécio, 13%. No cenário mais improvável (com Lula, Marina e Serra), o petista mantém os 52%, a ex-senadora aparece novamente com 20% e o tucano apresenta 14%.
 
Joaquim Barbosa
 
O Datafolha testou ainda um cenário em que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa, aparece como candidato à Presidência. Nessa alternativa, o jurista tem 15% dos votos; praticamente o mesmo que Aécio Neves, com 14%. Mais uma vez, Dilma lidera com 44%, enquanto Eduardo Campos tem apenas 9%.
 
Blog do Jamildo

Nenhum comentário:

Postar um comentário