RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

SENADOR HUMBERTO COSTA, DIZ QUE MAIS MÉDICOS SERÁ APROVADO POR AMPLA MAIORIA

Em um discurso que centralizou boa parte do debate no Plenário na tarde desta quarta-feira (28), o senador Humberto Costa (PT/PE) defendeu o programa Mais Médicos e disse acreditar na aprovação da matéria “por larga maioria” no Congresso Nacional. "Tenho certeza de que essa Casa dará a resposta correta, porque aqui nós não somos advogados, nem médicos, nem engenheiros, nem empresários. Somos representantes do povo”, declarou o senador. A discussão durou mais de meia hora e ganhou apartes de noves senadores no Plenário todos favoráveis ao programa. Entre eles, Armando Monteiro (PTB/PE), Eduardo Suplicy (PT/SP) e Cristovam Buarque(PDT/DF).

Humberto, que é médico e ex-ministro da Saúde, fez questão de ressaltar a importância do programa para garantir a assistência da população que sofre hoje com a carência de profissionais de saúde. “Antes de pensarmos nos interesses corporativos, temos que pensar nos interesses dos cidadãos, como os índios do Amapá, que pela primeira vez na história terão, em cada aldeia, médico 24 horas por dia. Temos que pensar na população do interior do Pernambuco, do Piauí, do Ceará e do Rio Grande do Norte, onde, muitas vezes, não há um médico sequer que resida em suas cidades e que a partir de agora terá médicos brasileiros, cubanos, espanhóis ou argentinos”.

O senador criticou entidades de classe que vem se posicionando contra o programa. “Temos de dizer com todas as letras: por ter uma visão estreita, algumas instituições estão jogando o movimento dos médicos a uma situação de isolamento. Não precisaria ser assim. Todos nós aqui temos absoluta sensibilidade para discutir as questões que forem justas. O próprio Governo já admitiu ser incorreto tentar ampliar o número de anos para formação de um médico no Brasil, até porque precisamos também de médicos especialistas, e, quanto mais rapidamente essa especialização se fizer, melhor para o nosso País”, lembrou o parlamentar.

O senador também voltou a condenar atos hostis contra cubanos que aderiram ao programa Mais Médicos. Humberto disse que as declarações da jornalista potiguar que em tom jocoso comparou médicas cubanas a empregadas domésticas “envergonharam a todos os nordestinos”.  “O preconceito, a xenofobia e o racismo não podem ser o fator e a linha para a construção de uma nova sociedade”, disse Humberto que completou: “Feliz será o dia – e eu tenho certeza de que não vai demorar – que a maioria dos nossos médicos forem filhos de empregadas domésticas, forem filhos de pedreiros, forem filhos do povo; aí, sim, com certeza, nós teremos começado a promover uma grande mudança social no nosso País”.

O senador ainda defendeu mais recursos para a Saúde. Humberto é relator da Comissão de Financiamento que discute novas fontes de recursos para o setor. “Nós sabemos que não vamos resolver todos os problemas da saúde apenas trazendo mais médicos. São necessários mais recursos. E é por isso que nós apresentaremos, na semana que vem, a nossa proposta de aumento de verbas para a área, concorde ou não o Governo com essa proposição”, lembrou o senador. (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário