RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Fogo Cruzado: STF sepulta as esperanças do ex-deputado Pedro Corrêa

O STF retomou ontem o julgamento dos recursos do processo do mensalão e o primeiro que constou da pauta foi o do ex-deputado Pedro Corrêa, presidente nacional do Partido Progressista quando o episódio veio à tona. Corrêa era deputado federal por Pernambuco e na ocasião foi acusado de receber R$ 2,9 milhões do Partido dos Trabalhadores para “comprar” votos de parlamentares do seu partido para aprovar matérias de interesse do governo Lula.

Apesar de ser considerado pelos colegas como “boa praça”, Corrêa acabou sendo cassado por quebra do decoro parlamentar. Faltaram apenas dois votos para livrar o mandato dele, mas isso são outros quinhentos. Pelo seu envolvimento com o mensalão, ele foi condenado a 9 anos e 5 meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O ministro Marco Aurélio o absolveu deste último crime e a pena caiu para 7 anos e 2 meses.

Por não ter antecedentes criminais, o ex-deputado vai cumprir a pena em regime semiaberto se os embargos infringentes porventura não forem aceitos. Ou seja, ele poderá trabalhar durante o dia e recolher-se à prisão no período da noite. Ele morre dizendo que o dinheiro recebido foi para pagar despesas de campanha, porém o STF, por unanimidade, rejeitou sua linha de defesa.

Petrolina 1 – Do deputado Odacy Amorim (PT) sobre a cassação do mandato do prefeito de Petrolina, Júlio Lossio (PMDB): “Vou aguardar as cenas do próximo capítulo”.
Petrolina 2 – Lossio foi cassado no TER e já recorreu da sentença para o TSE, mas há mais 8 ações contra ele no foro de Petrolina, das quais 3 foram julgadas procedentes.

Comércio – O prefeito Izaías Régis (PTB) decidiu acabar com o comércio ambulante em Garanhuns e por isso é alvo de críticas dos políticos da oposição. O prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB), também levou muita pancada pelo mesmo motivo, mas a situação agora está mais calma.

Disputa – O DEM está dividido sobre a eleição presidencial do próximo ano. O presidente do partido, senador José Agripino (RN), deseja apoiar Aécio Neves (PSDB), ao passo que o líder na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), deseja marchar com Eduardo Campos (PSB).

Violência – O ex-secretário de Segurança Cidadã de Bogotá, Hugo Acero, que fez palestra ontem no Recife para assessores do prefeito Geraldo Júlio, é craque na concepção de políticas públicas para o combate à violência urbana. Ele recebeu Bogotá com 72 homicídios por grupo de 100 mil habitantes e a entregou, 9 anos depois, com 68% a menos.

Namoro – Nunca foi tão amistosa como agora a relação política e pessoal entre os senadores Humberto Costa (PT) e Armando Monteiro Neto (PTB), donde se deduz que se o PTB nacional fechar mesmo com a reeleição de Dilma, o PT regional tende a apoiar o petebista ao governo estadual.

Sigilo 1 – Com vergonha do que fez há uma semana, quando preservou o mandato do deputado Natan Donadon, a Câmara aprovou uma PEC que extingue o voto secreto nas casas legislativas do país. Mas é pouco provável que o Senado a referende com a redação dada pelos deputados federais.

Sigilo 2 – Hoje, pela Constituição, são atribuições dos senadores aprovar, pelo voto secreto, as nomeações dos ministros dos tribunais superiores, do procurador geral da República e dos chefes das missões diplomáticas no exterior. E eles certamente não desejam abrir mão dessas prerrogativas.

Romance – Já recuperado do aneurisma cerebral de que foi acometido, o escritor Ariano Suassuna terá o tempo de que necessita para concluir o romance que está escrevendo há mais de 10 anos: “O jumento sedutor”. Suas famosas “aulas-espetáculo” estarão suspendas por pelo menos três meses.

Coluna Fogo Cruzado – Folha de Pernambuco – 5 de setembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário