RÁDIO BITURY

Postagem em destaque

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2016 - ETAPA BELO JARDIM

Apresentado pelo Instituto Conceição Moura, o festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu segundo ano na cidade de Belo Jardim, tra...

EVENTO; AEB - FBJ

EVENTO; AEB - FBJ

sexta-feira, 15 de março de 2013

Deu na Folha de Pernambuco, TSE devolve recurso contra João Mendonça


“O município de Belo Jardim está em total abandono, isso por conta de um prefeito que não sabe se fica, e por isso não trabalha direito”, declarou ontem, o segundo colocado nas eleições municipais de 2012, Manoel Martiniano, o Dr. Maneco (PTB), que espera pela impugnação do registro de candidatura do atual gestor, João Mendonça (PSD). Isto, devido ao fato de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devolveu ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) o processo movido pela também ex-candidata e prima do gestor, Andréa Men­donça (DEM), por improbidade administrativa. “Dos oito anos em que foi prefeito (2001 a 2008) a única conta aprovada pelo Tribunal de Contas e pela Câmara foi a de 2001. Do resto, todas foram rejeitadas pelo TCE, e dentre estas, três foram rejeitadas pela Câmara (2002, 2003 e 2005)”, destacou Maneco.

De acordo com o petebista, por conta da indecisão do prefeito, muitos serviços essenciais estão funcionando de maneira precária no município. “A limpeza na cidade (centro), ele está fazendo, mas na periferia não. A saúde continua igual ou pior do que o antigo prefeito deixou. Existem reclamações diárias de animais nas ruas, pois é um caso sério. As escolas foram visitadas nesta semana por vereadores da oposição e não tinham água. Os professores é que compraram e colocaram lá. O matadouro, se você for lá você não come a carne. É uma nojeira só. Na verdade, não melhorou nada. A educação está pior. O hospital também está pior. Até o bloco cirúrgico que tinha até no ano passado, neste ano fechou. Só atende quando é consulta ou emergência, e se for grave, quando tem ambulância, leva para Caruaru”, denunciou.

Em contato com a reportagem, o prefeito João Mendonça, que está em Brasília (DF), reconheceu os problemas do município, mas defendeu que só de dívidas foram deixados R$ 33 milhões. “Ele quer que eu resolva em três meses o que se acabou em quatro anos. Só que, para recolher os animais na rua eu já contratei um carro. Sobre o matadouro, desde maio o Ministério Público pediu ao ex-prefeito para resolver a situação. Peguei ainda o hospital, literalmente, fechado, e não pagaram a folha da Secretaria de Saúde de 2012”, explicou o gestor. Em contapartida, Mendonça ressaltou que já conseguiu R$ 23 milhões para obras, por meio de várias parcerias com os governos Federal e Estadual.




Fonte: Folha de PE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário